CONIZAÇÃO ( COLO UTERINO ) : ENTENDA ESTE PROCEDIMENTO GINECOLÓGICO

ENTENDE-SE COMO CONIZAÇÃO EM COLO UTERINO A RETIRADA DE UMA CONE DO COLO ABRANGENDO A ECTOCÉRVICE E CANAL ENDOCERVICAL. TRATA-SE DE PROCEDIMENTO PROPEDÊUTICO E TERAPÊUTICO PARA AS NEOPLASIAS INICIAIS DO COLO UTERINO . PROCEDIMENTO FEITO COM ANESTESIA LOCAL OU BLOQUEIO PERIDURAL E USADO ALÇAS DE C.A.F. ( CAUTÉRIO QUE CORTA COM VIBRAÇÃO ) E PODE SER FEITO AMBULATORIALMENTE OU EM CENTRO CIRÚRGICO . TRATA-SE DE UMA BIÓPSIA ALARGADA DA REGIÃO ATINGIDA PELAS ALTERAÇÕES DO VÍRUS H.P.V ( PAPILOMAVÍRUS HUMANO ) ONDE PODEREMOS TER UMA NOÇÃO MAIS PRECISA DA PROFUNDIDADE DESTAS LESÕES NA PREVENÇAO E TRATAMENTO DO CÂNCER DE COLO UTERINO .
NORMALMENTE, AS MULHERES FAZEM O PREVENTIVO GINECOLÓGICO UMA VEZ AO ANO . QUANDO O RESULTADO DESTE PREVENTIVO VIR ANORMAL , ISTO É , PRESENÇA DE NIC ( NEOPLASIA INTRA-EPITELIAL CERVICAL ) ASSOCIADO AO VÍRUS H.P.V. , PRECISAMOS PRESTAR MAIS ATENÇÃO E INDICAR UMA COLPOSCOPIA PARA IDENTIFICAÇÃO DE LESÕES EM COLO UTERINO E SEU SIGNIFICADO . NEM SEMPRE O VÍRUS HPV É DE ALTO RISCO PARA O CÂNCER DE COLO UTERINO , PORÉM, MUITAS VEZES ELES VÊM ASSOCIADOS ( ALTO RISCO COM BAIXO RISCO ) O QUE COMPETE AO MÉDICO ESCLARECER À PACIENTE O QUE ESTÁ ACONTECENDO.

COLPOSCOPIAS COM LESÕES DO VÍRUS HPV NO COLO UTERINO COMPROVADAS COM BIÓPSIA  , VEJA ABAIXO :


O VIRUS HPV É DE TRANSMISSÃO SEXUAL ( QUASE 100 % DOS CASOS ) E TEM PERÍODO DE INCUBAÇÃO MUITO VARIÁVEL FICANDO DIFÍCIL RESPONDER A DATA EXATA EM QUE O HOMEM OU MULHER CONTRAÍRAM A VIROSE E MESMO ASSIM SABE-SE QUE ESTE VÍRUS PODE SER ELIMINADO DO ORGANISMO SEM QUALQUER TRATAMENTO NO PRAZO DE APROXIMADAMENTE 02 ANOS DEPENDENDO DE SUA IMUNIDADE E COMPORTAMENTO SEXUAL SEGURO. UMA VEZ DIAGNOSTICADO NA MULHER , O HOMEM TAMBÉM DEVE SER INVESTIGADO, TRATADO E ORIENTADO PARA COMPORTAMENTO SEXUAL SEGURO PARA QUE POSSAMOS TER SUCESSO NA CONDUÇÃO DE CADA CASO.
CASO SEU PREVENTIVO TENHA DADO NIC DE GRAU I , II OU III , ASSOCIADO A UMA BIÓPSIA DIRIGIDA POR COLPOSCOPIA E SE FOR POSSÍVEL TIPAGEM DO TIPO VIRAL ( EXAME DE CAPTURA HÍBRIDA PARA O DNA DO HPV ) CONFIRMANDO A PRESENÇA DE VÍRUS DE ALTO RISCO PARA O CÂNCER DE COLO UTERINO , AÍ ENTRA A INDICAÇÃO DA CONIZAÇÃO , ONDE RETIRAMOS UM GRANDE FRAGMENTO DO COLO UTERINO NO QUAL PODERÃO ESTAR AS LESÕES MAIS IMPORTANTES CAUSADAS POR ESTE VÍRUS E NOS DARÁ UMA SEGURANÇA NA ELIMINAÇÃO DO PROCESSO PATOLÓGICO . A CONIZAÇÃO NÃO INTERFERE NA FERTILIDADE DA MULHER , PODENDO HAVER GRAVIDEZ NORMAL A TERMO DEPOIS DO PROCEDIMENTO.

PROCEDIMENTO DE CONIZAÇÃO : FAZEMOS COM ANESTESIA LOCAL ( CASO AMBULATORIAL ) OU COM BLOQUEIO LOCORREGIONAL ( CASO HOSPITALAR ) . APÓS ANESTESIA , PROCEDEMOS A RETIRADA DO CONE EM UMA OU DUAS ETAPAS, ISTO É , RETIRAMOS A PEÇA INTEIRA OU EM DUAS PARTES ( ECTOCÉRVICE E CANAL ENDOCERVICAL ) , EM SEGUIDA CAUTERIZAMOS VASOS SANGUÍNEOS SANGRANTES. ORIENTAMOS USO DE POMADAS CICATRIZANTES EM CASA , ABSTINÊNCIA SEXUAL POR 30 DIAS E REPOUSO RELATIVO POR UMA SEMANA; PODERÃO OCORRER SANGRAMENTOS ESCUROS NOS PRIMEIROS DIAS E APÓS CORRIMENTO PURULENTO SERO-SANGUINOLENTO ATÉ TOTAL CICATRIZAÇÃO DO LOCAL. APÓS 30 DIAS FAZEMOS UMA REVISÃO E ENTREGAMOS O LAUDO HISTOPATOLÓGICO DO MATERIAL ESTUDADO E MARCAMOS O SEGUIMENTO COM COLETAS DE CITOLOGIAS ( PREVENTIVO ) E COLPOSCOPIA CONFORME NECESSIDADE.

ABAIXO VEJA ILUSTRAÇÕES DO PROCEDIMENTO :


CONCLUINDO: SE VOCÊ RECEBER UM RESULTADO DE PREVENTIVO COM DIAGNÓSTICO DE NIC I , II OU III CONFIRMADO POR BIÓPSIA E EXAME DE DNA DO HPV MOSTRANDO SER VÍRUS HPV DE ALTO RISCO EM CARGA VIRAL CONSIDERÁVEL , INDICAMOS A CONIZAÇÃO PARA RETIRADA DAS LESÕES PRESENTES NO COLO UTERINO ( QUE PODEM SER VÁRIAS E ASSOCIADAS DESDE UM DIAGNÓSTICO DE NORMALIDADE ATÉ AS NEOPLASIAS DE COLO UTERINO ) PARA PODERMOS FAZER UM ACOMPANHAMENTO ( FOLOW-UP ) E TRANQUILIZAÇÃO NA PREVENÇÃO E CURA DO CÂNCER DE COLO UTERINO. COMO TODO PRECEDIMENTO INVASIVO , A CONIZAÇÃO NÃO ESTÁ LIVRE DE COMPLICAÇÕES TAIS COMO : HEMORRAGIA E INFECÇÃO ( RARAMENTE ACONTECE ). PORTANTO, AS INDICAÇÕES DESTE PROCEDIMENTO FICAM RESTRITAS A CASOS DE EXTREMA NECESSIDADE , NÃO DEVENDO SER REALIZADO QUANDO TEMOS CERTEZA DE QUE NÃO HÁ RISCOS FUTUROS DE CÂNCER DE COLO UTERINO NA MULHER.


ESTERILIDADE CONJUGAL


MUITOS CASAIS NOS PROCURAM APÓS ÀS TENTATIVAS DE SE TER FILHOS, TEREM SIDO FRUSTRADAS . CONSIDERAMOS UM CASAL INFÉRTIL QUANDO HOUVER NO MÍNIMO UM ANO DE RELAÇÕES SEXUAIS SEM USO DE QUALQUER MÉTODO CONTRACEPTIVO E NÃO ACONTECER A GRAVIDEZ . AS CAUSAS DA INFERTILIDADE PODEM CAIR SOBRE O HOMEM , SOBRE A MULHER OU AMBOS. ESTA DIFICULDADE PODE ATINGIR EM TORNO DE 15 % DOS CASAIS . QUANDO O CASAL NOS PROCURA VALORIZAMOS MUITO A IDADE DA MULHER , POIS SABEMOS DAS DIFICULDADES E DOS RISCOS EM UMA GRAVIDEZ APÓS OS 40 ANOS DE IDADE ( RISCOS PARA A MÃE E FILHO ) .

O PRIMEIRO PASSO SEMPRE SERÁ A INVESTIGAÇÃO DO HOMEM . UMA BREVE HISTÓRIA CLÍNICA E EXAME FÍSICO DOS ÓRGÃOS GENITAIS SÃO IMPORTANTES . A SEGUIR SOLICITAMOS O ESPERMOGRAMA ( EXAME ONDE VOCE TERÁ QUE SE MASTURBAR E COLHER O MATERIAL EJACULADO PARA ANÁLISE NO LABORATÓRIO INDICADO POR SEU MÉDICO ) ; O RESULTADO DESTE EXAME PODERÁ RESULTAR EM UM TRATAMENTO CLÍNICO COM MEDICAMENTOS ( GERALMENTE INDUTORES DA ESPERMATOGÊNESE ) E / OU CIRÚRGICO ( CORREÇÃO DE VARICOCELE E HIDROCELE SE PRESENTES ) .

APÓS INVESTIGADO HOMEM E HAVENDO POSSIBILIDADE  DE SE CONSEGUIR GRAVIDEZ , PROSEGUIMOS COM A INVESTIGAÇÃO DA MULHER . SOLICITAMOS EXAMES PARA AVALIAR :

1 -  PADRÃO DA OVULAÇÂO ( ULTRASSOM SERIADO , BIÓPSIA DE ENDOMÉTRIO , DOSAGENS HORMONAIS DE PROGESTERONA E PROLACTINA ) VALENDO LEMBRAR QUE MULHERES QUE MENSTRUAM REGULARMENTE SERÃO CONSIDERADAS OVULATÓRIAS EM QUASE 95 % DOS CASOS .

2 – STATUS FUNCIONAL DAS TROMPAS : É PRECISO TER PELOS MENOS UMA TROMPA PERMEÁVEL E ANATOMICAMENTE NORMAL , PARA ISSO SOLICITAMOS A RADIOGRAFIA CHAMADA HISTEROSSALPINGOGRAFIA  , ONDE UM CONTRASTE É INJETADO NO CANAL DO COLO UTERINO E AVALIADA TODA A ANATOMIA DO COLO , CORPO UTERINO E TROMPAS.

3 – RESERVA OVARIANA : SIGNIFICA O QUE TEM AINDA DE ÓVULOS PRESENTES  E FUNCIONANTES NOS OVÁRIOS , ANALIZADO ATRAVÉS DAS DOSAGENS DOS HORMÔNIOS F.S.H. , L.H. E HORMÔNIO ANTIMULLERIANO . QUANDO ESTA RESERVA ESTÁ DIMINUIDA OS RESULTADOS SERÃO RUINS E AS CHANCES  DE GRAVIDEZ QUASE NENHUMA.

4 – ADEQUAÇAO DOS ESPERMATOZÓIDES AO MUCO CERVICAL ( SECREÇÃO DO CANAL DO COLO UTERINO ) : PARA ISSO PROGRAMAMOS UM TESTE CHAMADO PÓS-COITAL ONDE O CASAL TERÁ UMA RELAÇÃO SEXUAL PELA MANHÃ E APÓS 4 A 5 HORAS COLHEMOS ESTE MUCO E EXAMINAMOS AO MICROSCÓPIO NO CONSULTÓRIO PARA CONTARMOS QUANTOS ESPERMATOZÓIDES AINDA ESTÃO VIÁVEIS.

5 – AVALIAÇÃO DA CAVIDADE ENDOMETRIAL : FEITO ATRAVÉS  DO EXAME CHAMADO HISTEROSCOPIA ( FEITO EM CONSULTÓRIO ) ONDE PODEREMOS ENCONTRAR CALCIFICAÇÕES ENDOMETRIAIS QUE FUNCIONARIAM COMO CORPO ESTRANHO , IMPEDINDO A GRAVIDEZ OU LESÕES EXPANSIVAS TAIS COMO PÓLIPOS OU MIOMAS NA CAVIDADE.

MIOMA SUBMUCOSO ( HISTEROSCOPIA )

6 – AVALIAÇÃO DA PELVE FEMININA ATRAVÉS DA VIDEOLAPAROSCOPIA , EXAME INVASIVO , FEITO EM CENTRO CIRÚRGICO , SOB ANESTESIA GERAL , ONDE PROCURAREMOS FATORES QUE IMPEÇAM A GRAVIDEZ TAIS COMO : ENDOMETRIOSE , ADERÊNCIAS TUBO-OVARIANAS E DEFORMIDADES ANATÔMICAS DOS ÓRGÃOS GENITAIS INTERNOS . DURANTE A VIDEOLAPAROSCOPIA SEMPRE FAZEMOS  A CROMOTUBAGEM ( INJETAMOS AZUL DE METILENO  VIA COLO UTERINO E OBSERVAMOS A PERMEABILIDADE DAS TROMPAS ) . NÃO POUCAS VEZES NOS DEPARAMOS COM A ENDOMETRIOSE ( VIDE MATÉRIA NESTE MESMO SITE ) QUE É UMA CONDIÇÃO COMPLEXA E QUE EM ESTADOS AVANÇADOS CAUSAM DEFORMIDADES POR VEZES IRRECUPERÁVEIS.

VEJA ABAIXO IMAGENS DE VIDEOLAPAROSCOPIA DE PACIENTES ESTÉREIS PORTADORAS DE ENDOMETRIOSE PÉLVICA

ENDOMETRIOSE AFETANDO OVÁRIO DIREITO

FEITO TODA ESTA INVESTIGAÇÃO , PASSAMOS PARA O CASAL SUAS CHANCES DE CONSEGUIREM UMA GRAVIDEZ DE FORMA NATURAL COM OS TRATAMENTOS PROPOSTOS DE ACORDO COM A CAUSA IDENTIFICADA E CASO FALHE ESTE TRATAMENTO OU A CAUSA DA INFERTILIDADE SEJA POR DEMAIS COMPLEXA , INCENTIVAMOS A PROCURA POR CENTROS DE FERTILIZAÇÃO IN VITRO ONDE O SONHO DA MATERNIDADE PODERÁ SE CONCRETIZAR .

USO DE SABONETES ÍNTIMOS

ULTIMAMENTE  TEMOS VISTO UM AUMENTO CONSIDERÁVEL DE SABONETES ÍNTIMOS FEMININOS NO MERCADO  COM A FINALIDADE DE MANTER  UMA SENSAÇÃO PROLONGADA  DE LIMPEZA , BEM-ESTAR E PREVENÇÃO DE INFECÇÕES NA REGIÃO GENITAL . O USO ROTINEIRO DESTES PRODUTOS  LEVA A UMA PREOCUPAÇÃO POR PARTE DOS MÉDICOS  DEVIDO AO RISCO DE IRRITAÇÕES E ALERGIAS LOCAIS , VISTO QUE QUANTO MAIS  SE ALTERA O HABITAT DA FLORA BACTERIANA FISIOLÓGICA VULVAR E VAGINAL, MAIOR  O RISCO DE INFECÇÕES E INFLAMAÇÕES . PORÉM A MULHER HOJE INSERIDA NO MUNDO GLOBALIZADO  E NO MERCADO PROFISSIONAL , PASSA MUITAS HORAS FORA DE CASA , PRECISANDO DE PRODUTOS QUE LHE FORNEÇAM  A SENSAÇÃO DE FRESCOR , HIGIENE  E BEM-ESTAR. MULHERES INSISTEM EM MASCARAR OS ODORES  NATURAIS DA VAGINA  QUE TAMBÉM  POSSUEM FERORMÔNIOS ,  QUE SERVIRIAM PARA ATRAIR OU REPELIR O SEXO OPOSTO , PORÉM SE O ODOR FOR FRUTO DE INFECÇÃO BACTERIANA  OU FÚNGICA HÁ NECESSIDADE DE TRATAMENTO E NÃO APENAS  MASCARÁ-LO COM PRODUTOS COSMÉTICOS .

O  pH   , ÍNDICE QUE MEDE O GRAU DE ACIDEZ OU ALCALINIDADE É DE SUMA IMPORTÂNCIA PARA MANUTENÇÃO DO BEM ESTAR GENITAL E SABEMOS QUE O pH VAGINAL VARIA  ENTRE 3,8 A 4,2 , ENQUANTO QUE NA PELE O pH VARIA ENTRE 4,2 E 5 ,8   , SENDO QUE A ACIDEZ DA PELE  É MANTIDA PELA PRESENÇA DE ÁCIDO LÁTICO DO SUOR . A ACIDEZ VAGINAL É MANTIDA PELOS BACILOS DE DODERLEIN E SUA QUANTIDADE PODE SER ALTERADA PELO USO DE ANTIBIÓTICOS , ESTRESSE , QUEDA DE IMUNIDADE , DUCHAS VAGINAIS CONSTANTES , CLIMATÉRIO E PÓS-MENOPAUSA. O pH EXTREMAMENTE ÁCIDO FAVORECE INFECÇÕES FÚNGICAS ENQUANTO QUE O pH ALCALINO É ASSOCIADO À  INFECÇÕES POR TRICHOMONAS VAGINALIS E VAGINOSE BACTERIANA.  A MICROBIOTA VAGINAL FISIOLÓGICA É FUNDAMENTAL NA PREVENÇÃO  DE INFECÇÕES  GENITAIS , EMBORA EXISTAM OUTROS FATORES IMUNOLÓGICOS ENVOLVIDOS. DEVIDO A ISSO VEM A PREOCUPAÇÃO EM MANTER A FLORA VAGINAL INTACTA  APESAR DA NECESSIDADE DE HIGIENE ADEQUADA DA GENITÁLIA EXTERNA.

AO PRESCREVERMOS  UM PRODUTO  QUÍMICO , SEJA MEDICAMENTOSO OU COSMÉTICO , SABEMOS  QUE RARAMENTE É FORMULADO ISOLADAMENTE  POIS NORMALMENTE SE ADICIONA UM VEÍCULO QUE É UMA  FORMULAÇÃO  COMPLEXA  DE VÁRIOS  EXCIPIENTES  ENTRE ELES :  CONSERVANTES , ANTI-OXIDANTES , UMECTANTES , EMULSIONANTES, ESTABILIZADORES , SURFACTANTES E PERFUMES. OS CONSERVANTES INIBEM O CRESCIMENTO DE BACTÉRIAS , FUNGOS  E VÍRUS; OS ANTI-OXIDANTES  PREVINEM  A OXIDAÇÃO  DE SUBSTÂNCIAS QUANDO EXPOSTAS AO OXIGÊNIO ; OS UMECTANTES SÃO HIDRATANTES DOS EXTRATO CÓRNEO  DA EPIDERME ( PELE )  E OS EMULSIONANTES BAIXAM A TENSÃO SUPERFICIAL E AUMENTAM A VISCOSIDADE DOS LÍQUIDOS.

OS PRODUTOS PARA HIGIENE ÍNTIMA GENITAL  PODEM SER ENCONTRADOS COMO SABONETES EM BARRA OU SABONETES LÍQUIDOS ÍNTIMOS . OS SABONETES EM BARRA OCUPAM PAPEL DE DESTAQUE NO MERCADO PARA HIGIENE PESSSOAL , PORÉM SE  QUESTIONA  SEU USO ROTINEIRO  E EMBORA SUA UTILIZAÇÃO SE LIMITE À PARTE EXTERNA DA GENITÁLIA ( VULVA OU PÊNIS )  , EXISTE UMA ÍNTIMA RELAÇÃO ENTRE OS TECIDOS VAGINAIS  E VULVARES COM LIMITES IMPRECISOS ESTANDO O INTRÓITO VAGINAL   EXPOSTO AOS EFEITOS DO SABONETE EM BARRA . ESTES SABONETES SÃO NORMALMENTE COMPOSTOS POR SAIS DE ÁCIDOS  GRAXOS , ÓLEOS VEGETAIS , PERFUMES , CORANTES , ANTIOXIDANTES , SAIS INORGÂNICOS  E ADITIVOS ; SÃO NEUTROS  OU LEVEMENTE ALCALINOS COM Ph EM TORNO DE 7; TÊM A DESVANTAGEM DE SEREM COMPARTILHADOS POR OUTRAS PESSOAS DO DOMICÍLIO  AUMENTANDO O RISCO DE CONTAMINAÇÃO  , ACÚMULO DE PÓ DOMÉSTICO DURANTE SUA EXPOSIÇÃO AO AR E SEREM POR DEMASIADOS PEFUMADOS.

SABONETES LÍQUIDOS PARA HIGIENE ÍNTIMA FEMINA OU MASCULINA  NUNCA PODERÃO SER USADOS  COMO DUCHAS VAGINAIS  E NÃO TEM QUALQUER AÇÃO BENÉFICA NA VIGÊNCIA DE INFECÇÕES E A MAIORIA  DOS PRODUTOS SÃO A BASE DE ÁCIDO LÁTICO PORÉM EXISTEM VÁRIOS EXCIPIENTES ASSOCIADOS , O QUE PODERIA CAUSAR EFEITO CONTRÁRIO AO ESPERADO .

SABENDO-SE QUE O ECOSSISTEMA VULVO-VAGINAL TEM  SUMA IMPORTÂNCIA NA PROTEÇÃO DA GENITÁLIA FEMININA ATUANDO COMO PROTETOR E PREVENTIVO DE VULVO-VAGINITES , DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS, INFECÇÕES DO TRATO URINÁRIO E DOENÇAS INFECCIOSAS DA PELVE FEMININA ,  O MÉDICO AO PRESCREVER OU INDICAR DETERMINADO PRODUTO DEVE CONHECER O PRINCÍPIO ATIVO DO MESMO  E SABER QUE OS EXCIPIENTES AGREGADOS PODEM CONTER SUBSTÂNCIAS ALERGÊNICAS OU IRRITATIVAS PARA A FLORA BACTERIANA NORMAL DA REGIÃO  O QUE PODERIA TRAZER PRURIDO VULVAR , RESSECAMENTO DA  PELE , HIPEREMIA ( VERMELHIDÃO ) E EDEMA LOCO-REGIONAL , ONDE TEREMOS QUE SUSPENDER DE IMEDIATO O USO DESTES PRODUTOS.  A SENSAÇÃO DE HIGIENE E FRESCOR  PROLONGADOS É MUITO INTERESSANTE PARA A MULHER , NO ENTANTO DEVE-SE DEIXAR BEM CLARO QUE ESTES PRODUTOS PARA HIGIENE ÍNTIMA JAMAIS SERÃO INDICADOS PARA  TRATAMENTO DE QUADROS DE INFECÇÕES GENITAIS JÁ INSTALADOS .  VALE RESSALTAR QUE A HIGIENE CORRETA DA VULVA , REGIÃO ANAL E PÊNIS ( PRINCIPALMENTE NOS HOMENS QUE SÃO PORTADORES DE EXCESSO DE PREPÚCIO ) AUXILIA NA PREVENÇÃO E INSTALAÇÃO DE INÚMERAS PATOLOGIAS , RESSALTANDO DENTRE ESTAS A INFECÇÃO PELO H.P.V. ( PAPILOMA VÍRUS HUMANO ) QUE PODE ATÉ LEVAR AO CÂNCER GENITAL.



COLPOSCOPIA

A COLPOSCOPIA OU VIDEOCOLPOSCOPIA TRATA-SE DE EXAME SOB LENTES DE AUMENTO E IMAGENS EM VÍDEO DE ÓRGÃOS GENITAIS FEMININOS  E MASCULINOS, ONDE RECEBERÁ O NOME DE ACORDO COM A ÁREA EXAMINADA : PÊNIS ( PENISCOPIA ) , VULVA ( VULVOSCOPIA ) , VAGINA ( VAGINOSCOPIA ) , COLO UTERINO ( COLPOSCOPIA DE COLO ) , ÂNUS ( ANUSCOPIA ) .  EXAME COMPLEMENTAR IMPORTANTE NA DETECÇÃO DE LESÕES PRÉ-NEOPLÁSICAS DO TRATO GENITAL E TRATAMENTO DESTAS LESÕES. POSSIBILITA A BIÓPSIA LOCALIZADA E DESTRUIÇÃO OU RETIRADA TOTAL  DAS LESÕES.

TODAS  AS  MULHERES  QUE IRÃO COLHER O EXAME COLPOCITOLÓGICO ( PREVENTIVO ) DEVERIA SER SUBMETIDA A UM EXAME COLPOSCÓPICO  , PORQUE NEM SEMPRE OS RESULTADOS DOS PREVENTIVOS ACUSAM A PRESENÇA DE LESÕES INICIAIS DO CÂNCER GENITAL E A SUA DESCOBERTA E ERRADICAÇÃO É UM PASSO IMPORTANTE NA CURA DESTA PATOLOGIA.

APÓS A COLETA DO  MATERIAL PARA CITOLOGIA ( PAPANICOLAOU ) , COMEÇAMOS O EXAME COLPOSCÓPICO PELO COLO UTERINO FAZENDO APLICAÇÃO DE ÁCIDO ACÉTICO A 5% E AGUARDAMOS . TODA SUPERFÍCIE DO COLO UTERINO É AVALIADA À PROCURA DE ECTOPIAS ( FERIDAS ) ,   ÁREAS COM EPITÉLIO ACETOBRANCO ( MANCHAS BRANCAS ) QUE PODERÃO SER TÊNUES OU ESPESSADAS , REGULARES , IRREGULARES , ASPECTO DE LADRILHO ( MOSAICOS ) OU PONTILHADOS , PLANAS OU EM RELEVO E COM VASCULARIZAÇÃO NORMAL OU ATÍPICA. A SOMATÓRIA DESTES ACHADOS VAI AUMENTANDO O RISCO DE PRESENÇA DE LESÕES DO CÂNCER OU PRÉ-CÂNCER DE COLO UTERINO. APÓS , FAZEMOS O TESTE DE SCHILLER , APLICANDO -SE UMA SOLUÇÃO DE IODO NO COLO UTERINO , ONDE AS ÁREAS ALTERADAS NÃO SE CORAM PELO IODO CONFIGURANDO ZONAS IODO MUDAS QUE PODEM SER DE LIMITES PRECISOS OU IMPRECISOS.  DEVEMOS SEMPRE PRESTAR MUITA ATENÇÃO NA JEC ( JUNÇÃO ESCAMOCOLUNAR ) POIS NESTE LOCAL OCORRE A TRANSIÇÃO ENTRE A CAMADA DE EPITÉLIO EXTERNO ( MULTICELULAR )  DO COLO UTERINO COM A CAMADA DO EPITÉLIO INTERNO  ( UNICELULAR ) E NORMALMENTE DESTE LOCAL PODE TER INÍCIO TODO PROCESSO DA CARCINOGÊNESE DO COLO UTERINO .

QUANDO VOCÊ VAI AO SEU MÉDICO FAZER UM  EXAME DE ROTINA E ESTÁ ASSINTOMÁTICA , APÓS A COLETA DO MATERIAL DO PREVENTIVO , O EXAME COLPOSCÓPICO PODERÁ REVELAR UM COLO UTERINO DITO PADRÃO , ISTO É  SEM QUAISQUER ALTERAÇÕES COMO VEMOS ABAIXO APÓS APLICAÇÃO DO ÁCIDO ACÉTICO A 5% :

OU APÓS APLICAÇÃO DO LUGOL ( TESTE DE SCHILLER – IODO ) EM UMA PACIENTE USUÁRIA DE D.I.U.

ESTES TESTES SÃO IMPORTANTES DEVIDO ÀS ALTERAÇÕES QUE PODEREMOS ENCONTRAR , QUE TERÃO SIGNIFICADO OU NÃO DEPENDENDO DO RESULTADO DE SEU PREVENTIDO OU ATÉ DE UMA BIÓPSIA QUE TENHA SIDO INDICADA . VEJAMOS ABAIXO ALTERAÇÕES COLPOSCÓPICAS NO COLO UTERINO . VOCÊ PODERÁ ACOMPANHAR TODAS ESTAS IMAGENS EM VÍDEO OU EM COMPUTADOR ( DIGITALIZADAS ).

1- EPITÉLIO ACETOBRANCO TÊNUE COM MOSAICOS REGULARES

2  – ZONAS IODO MUDAS DE LIMITES PRECISOS EM COLO UTERINO

3- EPITÉLIO ACETOBRANCO ÁSPERO PERIORIFICIAL

4 – EPITÉLIO ACETOBRANCO ÁSPERO EM LÁBIO ANTERIOR DO COLO

5 – EXTENZA ZONA IODO MUDA PERIORIFICIAL

6 – COLO E VAGINA ACOMETIDOS POR CANDIDÍASE

7 – VAGINOSCOPIA : LESÕES DE CONDILOMA ACUMINADO ( H.P.V. ) PRESENTES

8 – VULVOSCOPIA : LESÕES ACETOBRANCAS EM VULVA

9 – PENISCOPIA : LESÃO DE CONDILOMA ACUMINADO EM PÊNIS ( H.P.V. )


PORTANTO O EXAME COLPOSCÓPICO  É DE SUMA IMPORTÂNCIA PARA VISUALIZAÇÃO DE ÁREAS ALTERADAS NOS ÓRGÃO GENITAIS DA MULHER E DO HOMEM , SENDO IMPORTANTE ARMA NA ORIENTAÇÃO DE BIÓPSIAS , PRICIPALMENTE EM COLO UTERINO , ÂNUS , PÊNIS , VULVA E VAGINA. AS BIÓPSIAS REALIZADAS PODERÃO MOSTRAR DESDE UM DIAGNÓSTICO DE NORMALIDADE ATÉ O DE CÂNCER , SENDO  IMPORTANTE DETECTAR DE FORMA PRECOCE AS NEOPLASIAS INTRA-EPITELIAS ( NIC , NIV , NIVA , PIN ) PARA SEU TRATAMENTE E ERRADICAÇÃO , CASO SEJA NECESSÁRIO . SABEMOS HOJE QUE NA MAIORIA DOS CASOS DE NEOPLASIAS GENITAIS , O VÍRUS H.P.V. ( PAPILOMA VÍRUS HUMANO ) ESTÁ ENVOLVIDO E COMO SÃO CENTENAS DE TIPOS VIRAIS , SUAS MANIFESTAÇÕES TAMBÉM SÃO DE FORMAS DIFERENTES À COLPOSCOPIA ,  SENDO QUE O MÉDICO DEVERÁ VALORIZAR OS CASOS DE RISCO DE CÂNCER OU AQUELES ONDE A ( O ) PACIENTE ESTÁ SINTOMÁTICO ( PRURIDO , VERRUGAS  , ARDOR DENTRE OUTROS ) PARA DETERMINAR O TRATAMENTO IDEAL .



DISPOSITIVO INTRA-UTERINO ( D.I.U. )

NOS DIAS ATUAIS, TODA VEZ QUE CONVERSAMOS COM UM CASAL PESA DEMAIS NOS RELACIONAMENTOS A PROGRAMAÇÃO DO TEMPO E NÚMERO DE FILHOS E O MEDO DA AQUISIÇÃO DE DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS . NOS CASAIS DE RELACIONAMENTO SÓLIDO E MONOGÂMICO A ESCOLHA DO MÉTODO CONTRACEPTIVO DEVE SER DISCUTIDA COM A MULHER E O HOMEM. NÓS MÉDICOS SÓ PODEMOS MOSTRAR O QUE EXISTE NO MERCADO,  PORÉM  A ESCOLHA DO MÉTODO IDEAL SÓ CABE AO CASAL.

AQUI VAMOS CONHECER UM POUCO DESTE MÉTODO CONTRACEPTIVO CHAMADO D.I.U. . ATUALMENTE ELE É O SEGUNDO MÉTODO CONTRACEPTIVO MAIS USADO NO MUNDO , SÓ PERDENDO  PARA A PÍLULA ANTICONCEPCIONAL. SABE-SE QUE EM TORNO 103 MILHÕES DE MULHERES NO MUNDO ESTÃO EM USO DE D.I.U. , SE LEVARMOS EM CONSIDERAÇÃO PAÍSES COMO A CHINA E ÍNDIA ESTE MÉTODO É ALTAMENTE DIFUNDIDO E LEMBRANDO-SE QUE A CHINA É O PAÍS MAIS POPULOSO DO MUNDO ( 1,34 BILHÕES DE HABITANTES  ) SEGUIDO PELA ÍNDIA ( 1,21 BILHÕES DE HABITANTES ).

QUAIS OS TIPOS DE D.I.U. MAIS USADOS NO NOSSO DIA A DIA ?

D.I.U. DE COBRE 375  ( MULTILOAD ) : VALIDADE 05 ANOS ( IMPORTADO )

D.I.U. DE LEVONORGESTREL ( MIRENA ) : VALIDADE 5 – 7 ANOS ( IMPORTADO )

QUAL ESCOLHER ?

AVALIAMOS CADA CASO : O DIU DE COBRE É MAIS BARATO  , INSERÇÃO FÁCIL , PORÉM NÃO INTERFERE NA HEMORRAGIA MENSTRUAL E NAS CÓLICAS  MENSTRUAIS ( PODENDO ATÉ PIORAR ) E NÃO FAZ NENHUMA PROTEÇÃO PARA AS DOENÇAS INFECCIOSAS DO TRATO GENITAL INFERIOR E SUPERIOR ( PODENDO ATÉ AGRAVAR ) ; MAS SE VOCÊ TEM UM RELACIONAMENTO ESTÁVEL , NÃO TEM PROBLEMAS MENSTRUAIS , ESTE TIDO DE DIU FUNCIONA MUITO BEM E LHE DÁ UMA GARANTIA DE EVITAR GRAVIDEZ POR 5 ANOS COM ÍNDICE DE FALHA MÍNIMA COMPARÁVEL À PÍLULA . SEU MECANISMO DE AÇÃO SE FAZ POR MEIO DA LIBERAÇÃO DO COBRE NO CANAL DO COLO UTERINO ( EFEITO ESPERMATICIDA ) , REAÇÃO ENDOMETRIAL TIPO CORPO ESTRANHO DIFICULTANDO A ASCENÇÃO DOS ESPEMATOZÓIDES ATÉ AS TROMPAS ; NÃO INTERFERE EM NADA NA OVULAÇÃO , PORÉM DIFICULTA O ENCONTRO DOS ESPEMATOZÓIDES COM O  ÓVULO , LOGO NÃO TEM EFEITO ABORTIVO . PODE SER RETIRADO A QUALQUER TEMPO CASO VOCÊ DECIDA TER FILHO ANTES DOS 5 ANOS . FAZEMOS A COLOCAÇÃO NO PERÍODO MENSTRUAL E EM CONSULTÓRIO . O PROCESSO É UM POUCO DOLOROSO , PORÉM NADA INSUPORTÁVEL E NÃO AFASTA VOCÊ DE SUA VIDA COTIDIANA. QUANDO COLOCAMOS PEDIMOS  15 DIAS DE ABSTINÊNCIA SEXUAL E OUTROS 15 DIAS USANDO CONDON. FAZEMOS REVISÃO APÓS O TÉRMINO DE CADA MENSTRUAÇÃO PARA CONFERIRMOS O TAMANHO DO FIO QUE SE EXTERIORIZA NO COLO UTERINO . SOLICITAMOS ULTRASSOM SÓ EM CASO DE DÚVIDAS. A CADA ANO , NA COLETA DO PREVENTIVO , ESTAREMOS VERIFICANDO O TAMANHO DESTE FIO GUIA, MAS NÃO SE PREOCUPE , CASO ELE DESAPAREÇA E O  ULTRASSOM MOSTRE QUE O DIU ESTÁ POSICIONADO CORRETAMENTE , NO DIA DA RETIRADA, FAREMOS A LOCALIZAÇÃO DO FIO GUIA COM UMA HISTEROSCOPIA ( FEITA TAMBÉM EM CONSULTÓRIO ) E A RETIRADA SERÁ MUITO TRANQUILA.

QUANTO AO   D.I.U   DE   LEVONORGESTREL ( MIRENA ) ?

EXCELENTE DISPOSITIVO , POIS VEM MEDICADO COM O HORMÔNIO LEVONORGESTREL ( UM TIPO DE PROGESTERONA ) COM LIBERAÇÃO LENTA E QUASE SEM NENHUM EFEITO COLATERAL . ATUALMENTE É CONSIDERADO TECNOLOGIA DE PONTA , E APESAR DE SER UM POUCO MAIS CARO , TEM VANTAGENS IMPORTANTES TAIS COMO : DIMINUI A CÓLICA MENSTRUAL , DIMINUI OU CESSA O SANGRAMENTO MENSTRUAL EXCESSIVO ( COLOCANDO VOCÊ EM 50% DOS CASOS EM AMENORRÉIA )   , DIMINUI O VOLUME UTERINO , AUXILIA NO TRATAMENTO DA ENDOMETRIOSE , FAZ UMA PROTEÇÃO IMPORTANTE PARA DOENÇAS SEXUALMENTE TRANSMISSÍVEIS , ESTABILIZA MIOMAS E PÓLIPOS UTERINOS EVITANDO-SE AS VEZES CIRURGIAS , MELHORA A ANEMIA CRÔNICA POR PERDA DE SANGUE MENSTRUAL . SUA VALIDADE SÃO 5 ANOS , PORÉM A MULHER NA FASE DE PERIMENOPAUSA PODERÁ USAR ATÉ 7 ANOS . PODE SER USADO TAMBÉM NAS MULHERES NO CLIMATÉRIO EM ASSOCIAÇÃO COM HORMÔNIOS ESTROGÊNIOS .

E COMO O MIRENA AGE?

ATUA NO MUCO CERVICAL ( NO CANAL DO COLO UTERINO ) TORNANDO-O HOSTIL AO ESPERMATOZÓIDE ; ATUA NO ENDOMÉTRIO  DA CAVIDADE UTERINA CAUSANDO UMA TEMPORÁRIA E REVERSSÍVEL ATROFIA ; INIBE A OVULAÇÃO ( MAS NÃO  EM  100 %  E SIM MENOS QUE 50 % ) ; DIMINIU A MOTILIDADE DOS ESPERMATOZÓIDES ; CAUSA UMA REAÇÃO DE CORPO ESTRANHO NA CAVIDADE UTERINA  E POR MECANISMOS MOLECULARES CRIA UM A FRAGILIDADE VASCULAR A NÍVEL DO ENDOMÉTRIO .

SEU ÍNICE DE FALHA É QUASE ZERO , COMPARÁVEL A UMA LIGADURA DE TROMPAS ( O,2  POR  100  MULHERES ) E A TAXA DE PRENHEZ ECTÓPICA DIMINUI ACENTUADAMENTE  ( O,O2  POR  100 MULHERES  ) .

OS EFEITOS COLATERAIS SÃO MÍNIMOS : SPOTTINGS ( PERDAS DE SANGUE , QUE NORMALMENTE ACABAM SUMINDO APÓS O QUARTO MÊS DA INSERÇÃO )  ,  AMENORRÉIA  ( FALTA DA MENSTRUAÇÃO EM TORNO  DE  50 % )  ; SENSIBILIDADE MAMÁRIA  E ACNE  ( MÍNIMOS )

OUTRA VANTAGEM DO MIRENA É QUE PODEMOS COLOCAR EM MULHERES QUE NUNCA TIVERAM FILHOS, POIS ELE DIFICILMENTE INTERFERIRÁ NA FERTILIDADE FUTURA.

ASSIM COMO O DIU DE COBRE , COLOCAMOS NO PERÍODO MENSTRUAL E ACOMPANHAMOS  POR 4 MESES E LIBERAMOS PARA RELAÇÃO SEXUAL SEGURA APÓS 30 DIAS .

COLOQUE UM DIU DE MIRENA E IMAGINE QUE VOCÊ FEZ UMA LIGADURA DE TROMPAS QUE DURARÁ 05 ANOS E AINDA TERÁ O ALÍVIO DE VÁRIOS  SINTOMAS RELACIONADOS AO CICLO MENSTRUAL, MAS CLARO , DESDE QUE A COLOCAÇÃO SEJA A MAIS CORRETA POSSÍVEL E EM MÃOS EXPERIENTES .

POSIÇÃO DO FIO GUIA NO D.I.U. DE COBRE NO COLO UTERINO

POSIÇÃO DO D.I.U DE COBRE NA CAVIDADE UTERINA

POSIÇÃO DO FIO GUIA NO DIU MIRENA


CORRIMENTO GENITAL

DEFINIMOS COMO CORRIMENTO UMA ANORMALIDADE NA QUANTIDADE OU NO ASPECTO FÍSICO DO CONTEÚDO VAGINAL QUE SE EXTERIORIZA PELOS ÓRGÃOS GENITAIS  EXTERNOS PODENDO SER REFERIDO PELA PACIENTE OU APENAS SER IDENTIFICADO PELO GINECOLOGISTA QUANDO NUM EXAME DE ROTINA.

AS CAUSAS MAIS COMUNS SERIAM : VAGINOSE BACTERIANA , CANDIDÍASE VULVO-VAGINAL , TRICOMONÍASE , GONOCOCIA E INFECÇÃO POR CLAMÍDIA. VEJAMOS CADA UMA DESTAS .

VAGINOSE BACTERIANA

TRATA-SE DE UMA INFECÇÃO POLIMICROBIANA E SUA OCORRÊNCIA DEPENDE DE UM SINERGISMO ENTRE A BACTÉRIA GARDNERELLA VAGINALIS E BACTÉRIAS ANAERÓBICAS VAGINAIS  ( MOBILUNCUS E BACTERÓIDES ) E ESTÁ ASSOCIADA À QUEDA DAS DEFESAS LOCAIS VAGINAIS ( DIMINUIÇÃO DOS BACILOS DE DODERLEIN ) . APARECE EM CERCA DE 50 % DAS INFECÇÕES GENITAIS BAIXAS.

O QUADRO CLÍNICO  SE MANIFESTA COMO CORRIMENTO ABUNDANTE , HOMOGÊNEO , BRANCO-ACINZENTADO E COM PEQUENAS BOLHAS. TEM MAL CHEIRO , QUE PIORA APÓS A MENSTRUAÇÃO E APÓS AS RELAÇÕES SEXUAIS DEVIDO À ELEVAÇÃO DO PH VAGINAL . ACOMPANHA DISÚRIA ( DOR AO URINAR ) , DISPAREUNIA ( DOR NO ATO SEXUAL ) , PRURIDO E DISCRETA INFLAMAÇÃO VAGINAL.

DIAGNOSTICAMOS FACILMENTE ATRAVÉS DAS CARACTERÍSTICAS CLÍNICAS DO CORRIMENTO , PH VAGINAL  MAIOR QUE 4,5 , TESTE DAS AMINAS POSITIVO ( PINGAMOS HIDRÓXIDO DE POTÁSSIO A 10 % EM GAZE EMBEBIDA PELO CORRIMENTO E UM  ODOR TÍPICO DE  “PEIXE PODRE”  EXALARÁ ) E EXAME MICROSCÓPICO A FRESCO OU ATRAVÉS DO PAPANICOLAOU ( PREVENTIVO ) .

ESTE TIPO DE CORRIMENTO NÃO É CONSIDERADO A PRINCÍPIO DE TRANSMISSÃO SEXUAL E ESTÁ RELACIONADO A FATORES EMOCIONAIS E AMBIENTAIS. TUDO QUE INTERFERE NAS DEFESAS DO ORGANISMO ( PRINCIPALMENTE SITUAÇÕES DE ESTRESSE CONSTANTE )  PODEM OCASIONÁ-LO E ATÉ O USO DE ROUPAS INADEQUADAS COSTUMA SER RECIDIVANTE.

COMO MEDIDAS GERAIS NO TRATAMENTO ORIENTAMOS :  ABSTINÊNCIA SEXUAL , ACIDIFICAÇÃO DO MEIO VAGINAL  ( HOJE JÁ EXISTEM COMPRIMIDOS VAGINAIS DE VITAMINA C ) E USO DE MEDICAMENTOS ORAIS E LOCAIS. GERALMENTE USAMOS UM TRATAMENTO MEDICAMENTOSO PARA O CASAL E APÓS ORIENTAMOS APLICAÇÃO DE VITAMINA C VAGINAL  6  NOITES AO MÊS , POR 6 MESES SEGUIDOS.

ABAIXO ALGUMAS ILUSTRAÇÕES

VAGINOSE BACTERIANA EM USUÁRIA DE D.I.U.

CANDIDÍASE

A CÂNDIDA É UM FUNGO SAPRÓFITA , RESPONSÁVEL POR 20 A 25 % DOS CORRIMENTOS  GENITAIS DE NATUREZA INFECCIOSA . A FORMA MAIS COMUM É A CÂNDIDA ALBICANS ,  SENDO QUE EM 15 A 20 % DOS CASOS AS OUTRAS ESPÉCIES PODEM ESTAR PRESENTES COMO A CÂNDIDA GLABRATA E CÂNDIDA TROPICALIS.

GERALMENTE, ENCONTRAREMOS UM CORRIMENTO BRANCO , ESPESSO , SEM ODOR  , EM PLACAS , ADERENTE E COM ASPECTO DE LEITE COALHADO, PRURIDO INTENSO DETERMINANDO VERMELHIDÃO , MACERAÇÃO E ESCORIAÇÕES NA REGIÃO VULVAR OU PENIANA COM DISÚRIA E DISPAREUNIA ( DOR EM RELAÇÕES SEXUAIS ) .  ESTES SINTOMAS PODEM SER DECORRENTES DA REAÇÃO ALÉRGICA À TOXINA DO FUNGO E SURGEM OU PIORAM NA FASE PRÉ-MENSTRUAL.

PODE ATÉ HAVER A TRANSMISSÃO SEXUAL , PORÉM É PRECISO ESTAR PRESENTES FATORES PREDISPONENTES NA MULHER TAIS COMO : GRAVIDEZ , DIABETES MELITUS , DUCHAS VAGINAIS EXCESSIVAS , VESTUÁRIOS INADEQUADOS , DESODORANTES ÍNTIMOS , USO DE ANTICONCEPCIONAIS HORMONAIS , IMUNODEPRESSORES , ANTIBIÓTICOS E PRINCIPALMENTE ESTRESSE EMOCIONAL.

FAZEMOS O DIAGNÓSTICO BASEADO NO QUADRO CLÍNICO  , EXAME FÍSICO E EXAME MICROSCÓPICO  A FRESCO  OU VIRÁ NO RESULTADO DO EXAME DE PAPANICOLAOU ( PREVENTIVO ).

COMO TRATAMENTO ORIENTAMOS : VESTUÁRIO ADEQUADO , EVITANDO-SE ROUPAS JUSTAS  OU SINTÉTICAS , HÁBITOS DE HIGIENE CORRETOS EVITANDO-SE DUCHAS VAGINAIS E DESODORANTES  ÍNTIMOS , MELHOR QUALIDADE DE VIDA TENTANDO CONVIVER COM O ESTRESSE DO DIA A DIA . QUANTO A MEDICAMENTOS , USAMOS OS ORAIS ( FLUCONAZOL , ITRACONAZOL OU CETOCONAZOL ) E CREMES TÓPICOS . O USO DE ANTI-INFLAMATÓRIOS  NÃO-HORMONAIS É INTERRESANTE POIS AUMENTA A RESPOSTA IMUNE DO (A )  HOSPEDEIRO ( A ) CONTRA OS ANTÍGENOS DA CÂNDIDA . NOS CASOS RECIDIVANTES , TRATAMENTOS MAIS PROLONGADOS DEVEM SER IMPOSTOS E ATÉ O USO DA VACINA ( CANDIDINA) QUE TÊM MOSTRADO DESAPARECIMENTO OU DIMINUIÇÃO DA SINTOMATOLOGIA DOS QUADROS AGUDOS ( USAMOS ESTA VACINA EM DOSES MENSAIS POR QUATRO MESES CONSECUTIVOS ).

LEMBRAMOS QUE ESTE FUNGO ACOMETE MAIS MULHERES DO QUE HOMENS , PORÉM,  HOMENS NÃO CIRCUNCIDADOS ( OS QUE TÊM EXCESSO DE PREPÚCIO NO PÊNIS ) SÃO ACOMETIDOS COM MAIS FREQUÊNCIA.

ILUSTRAÇÕES ABAIXO :



TRICOMONÍASE

REPRESENTA 10 A 15 % DOS CORRIMENTOS GENITAIS E SUA TRANSMISÃO É ATRAVÉS DAS RELAÇÕES SEXUAIS

OBSERVAMOS  NESTES CASOS UM CORRIMENTO PROFUSO , AMARELO OU AMARELO-ESVERDEADO , BOLHOSO E COM FORTE ODOR FÉTIDO,  ACOMPANHADO DE PRURIDO , DISÚRIA E DOR AO ATO SEXUAL. OS SINTOMAS PIORAM NA FASE PRÉ-MENSTRUAL.

DIAGNOSTICAMOS PELA CLÍNICA , EXAME LOCAL  E EXAME MICROSCÓPICO.  O PH  VAGINAL FICA EM TORNO DE 5 A 7 . O EXAME A FRESCO COM SORO FISIOLÓGICO FEITO COM MICROSCÓPIO EM CONSULTÓRIO REVELA O PROTOZOÁRIO ( TRICOMONAS )  FACILMENTE IDENTIFICADO POR SEU ASPECTO FLAGELADO ( COM CAUDA ) E SUA MOTILIDADE .

COMO TRATAMENTO , USAMOS MEDICAMENTOS ORAIS PARA O CASAL ( NITROIMIDAZÓLICOS ) GERALMENTE EM DOSES  ÚNICAS E CREMES VAGINAIS . COMO COADJUVANTE AO TRATAMENTO , A ACIDIFICAÇÃO DO MEIO VAGINAL TÊM GRANDE VALOR .

ABAIXO ILUSTRAÇÕES :


GONOCOCIA

TAMBÉM CONHECIDA COMO GONORRÉIA , É UMA INFECÇÃO GENITAL CAUSADA PELA NEISSÉRIA GONORRHOEAE DE TRANSMISSÃO SEXUAL SENDO O  PERÍODO  DE INCUBAÇÃO DE 2 A 4 DIAS ( TEMPO ENTRE O CONTATO SEXUAL E O APARECIMENTO DOS SINTOMAS ) . PROPAGA-SE RAPIDAMENTE PARA OS ÓRGÃO GENITAIS INTERNOS DA MULHER SE NÃO TRATADO A TEMPO . ACHA-SE QUE A BACTÉRIA SE ACOPLA AOS ESPERMATOZÓIDES FACILITANDO SUA CHEGADA ATÉ CAVIDADE UTERINA , TROMPAS , OVÁRIOS E CAVIDADE ABDOMINAL , PODENDO LEVAR A PELVI-PERITONITE E ABSCESSOS EM TROMPAS E OVÁRIOS OU EM OUTROS LOCAIS.

O QUADRO CLÍNICO É POUCO EXPRESSIVO NAS MULHERES NA FASE INICIAL E MAIS CLARO NOS HOMENS , ONDE VERIFICAMOS UM CORRIMENTO PURULENTO , AMARELADO , SEM ODOR E ACOMPANHADO DE VERMELHIDÃO NA REGIÃO DA URETRA E DOR E ARDOR AO URINAR. NAS MULHERES , SE NÃO TRATADAS A TEMPO  , O QUADRO EVOLUI PARA UMA D.I.P.A ( DOENÇA INFLAMATÓRIA PÉLVICA AGUDA ) E GERALMENTE DEIXA SEQUELAS PRICIPALMENTE NAS TROMPAS , O QUE PODERÁ LEVAR A ESTERILIDADE POR OBSTRUÇÃO DAS MESMAS.

O DIAGNÓSTICO É FEITO PELOS SINTOMAS CLÍNICOS , HISTÓRIA SEXUAL E EXAME BACTERIOLÓGICO ( PRESENÇA DE DIPLOCOCOS GRAM-NEGATIVOS AGRUPADOS  AOS PARES  NO INTERIOR DOS LEUCÓCITOS ) .

O TRATAMENTO SEMPRE SERÁ FEITO À BASE DE ANTIBIOTICOTERAPIA ( PENICILINA , AZITROMICINA , TIANFENICOL E OUTROS ) .

VEJA CASOS DE GONORRÉIA EM MULHERES E HOMENS


INFECÇÃO POR CLAMÍDIA

TRATA-SE DE UMA D.S.T.  CAUSADA PELA BACTÉRIA CLAMYDIA TRACHOMATIS E TÊM QUADRO CLÍNICO SEMELHANTE A GONORRÉIA E MUITAS VEZES AMBAS ESTÃO ASSOCIADAS.

O QUADRO CLÍNICO EM GERAL É MUITO POBRE DE SINTOMAS TANTO EM MULHERES COMO HOMENS , PODENDO SER ATÉ ASSINTOMÁTICO. NAS MULHERES EM QUE A BACTÉRIA SOBE O TRATO GENITAL  , A INFECÇÃO  PODE ACARRETAR SEQUELAS COMO ESTERILIDADE , DOR PÉLVICA CRÔNICA E AUMENTO DO RISCO DE GRAVIDEZ ECTÓPICA ( GRAVIDEZ FORA DO ÚTERO ) .

CONSEGUE-SE DIAGNOSTICAR A INFECÇÃO ATRAVÉS DE TESTES LABORATORIAIS TAIS COMO A IMUNOFLUORESCÊNCIA PARA A CLAMÍDIA OU A CULTURA CELULAR. OUTROS EXAMES SÃO  DE BAIXA ESPECIFICIDADE.

O TRATAMENTE SERÁ A BASE DE ANTIBIÓTICOS ( TETRACICLINAS E SEUS DERIVADOS ) EM DOSE ÚNICA OU POR 7 A 14 DIAS.


LÍQUEN ESCLEROSO GENITAL : CONHEÇA ESTA PATOLOGIA

LÍQUEN ESCLEROSO GENITAL ( LE ) É UMA DOENÇA DE ORIGEM MULTIFATORIAL QUE ENVOLVE EM SUA GÊNESE FATORES GENÉTICOS , AMBIENTAIS , HORMONAIS , INFECCIOSOS E IMUNOLÓGICOS . RELATIVAMENTE RARA ,  ATINGE AMBOS OS SEXOS  , EM QUALQUER IDADE E EM QUALQUER ÁREA DO CORPO , SENDO MAIS COMUM NA RAÇA BRANCA.  A PROPORÇÃO DE INCIDÊNCIA ENTRE MULHER-HOMEM VARIA DE  10:1 A CERCA DE  1:1.

LE PODE AFETAR ÁREAS GENITAIS OU NÃO GENITAIS DO HOMEM OU DA MULHER SENDO QUE EM 85 % A 98 % SUA LOCALIZAÇÃO É ANO-GENITAL. ESTUDOS MÉDICOS  COM GRANDES GRUPOS DE MULHERES COM LE MOSTRARAM QUE O RISCO DE CÂNCER DE VULVA É DE 4 A 5 %  E  A ASSOCIAÇÃO DE  LE COM CÂNCER DE PÊNIS É INCERTA.

E  PORQUE  OCORRE A DOENÇA ?

SUA CAUSA AINDA NÃO ESTÁ BEM ESCLARECIDA E NÃO EXISTEM FATORES DE RISCO IDENTIFICADOS ATÉ O MOMENTO. MUITOS MECANISMOS TEM SIDO ESTUDADOS  ATUALMENTE E SUGEREM UMA ORIGEM MULTIFATORIAL COMO UMA FORMAÇÃO GENÉTICA , AUTO-IMUNE , HORMONAL E INFECCIOSA.  MUITAS TENTATIVAS TEM SIDO FEITAS PARA IDENTIFICAÇÃO DE UM ORGANISMO INFECCIOSO COM FATOR CAUSAL , MAS NADA FORA CONFIRMADO .  ALTERAÇÕES HORMONAIS  ( PRINCIPALMENTE ALTOS NÍVEIS DE TESTOSTERONA ) ACOMPANHADA DE ALTERAÇÕES ENZIMÁTICAS PODERIAM LEVAR  À MUDANÇAS NA PELE DA REGIÃO GENITAL ;  O ENVOLVIMENTO DO SISTEMA IMUNE DA PELE  ASSOCIADO A DOENÇAS AUTO-IMUNES  SUGEREM UM COMPONENTE IMUNOGENÉTICO  E A ASSOCIAÇÃO DO LE COM DOENÇAS DA TIREÓIDE , ALOPÉCIA , ANEMIA PERNICIOSA E VITILIGO FORTALECEM A PATOGÊNESE  AUTO-IMUNOLÓGICA.

E  QUAIS  OS  SINTOMAS ?

OS SINTOMAS OCORREM EM MAIS DE 82 %  DOS CASOS  NA REGIÃO ANOGENITAL E EM TORNO DE 18% DOS PACIENTES ,  O LE É ASSINTOMÁTICO. O PRURIDO ( COCEIRA )  É O SINTOMA MAIS COMUM E COMO CONSEQUÊNCIA DO ATO DE COÇAR PODEM APARECER FISSURAS , RACHADURAS , SANGRAMENTOS , ULCERAÇÕES E INFECÇÕES LOCAIS. ALÉM DO PRURIDO INTENSO , HÁ DOR E IRRITAÇÃO ACOMPANHADO DE LESÕES GENITAIS COM ERITEMA ( VERMELHIDÃO ) , DESCAMAÇÃO E DESPIGMENTAÇÃO DA PELE . NO HOMEM  O LE É UM PROCESSO CRÔNICO , ATRÓFICO  E ESCLEROSANTE  ENVOLVENDO A GLÂNDE DO PÊNIS , SULCO CORONAL , PREPÚCIO  , MEATO URETRAL  , PODENDO CAUSAR ESTENOSE DO MEATO URETRAL LEVANDO A PROBLEMAS URINÁRIOS  ( DOR AO URINAR E / OU OBSTRUÇÃO URINÁRIA ) E SEXUAIS ( DOR DURANTE A EREÇÃO ) . AS LESÕES GERALMENTE APARECEM SEM QUALQUER FATOR PRECIPITANTE . NOS CASOS DE LONGA  DURAÇÃO  ENCOTRAREMOS ALTERAÇÕES DE COR  NA ÁREA AFETADA QUE INCLUEM ASPECTO BRANCO , NACARADO , BRILHANTE E NAS MULHERES COM O PASSAR DO TEMPO,  PODE HAVER O SEPULTAMENTO DO CLÍTORIS , RETRAÇÃO DO ORIFÍCIO VAGINAL E ESTENOSE ( FECHAMENTO ) DA ENTRADA VAGINAL .

COMO SABER SE TENHO LE ?

O DIAGNÓSTICO SERÁ FEITO BASEADO NOS SINTOMAS CLÍNICOS  ( PRURIDO , ARDOR E DOR  PRINCIPALMENTE ) E EXAME FÍSICO E COLPOSCÓPICO   DE VULVA , ÂNUS E PÊNIS , PORÉM ,  FIRMAMOS O DIAGNÓSTICO ATRAVÉS DA BIÓPSIA DA ÁREA GENITAL COMPROMETIDA . A BIÓPSIA É MUITO IMPORTANTE, POIS NOS PERMITE AFASTAR A  PRESENÇA DE NEOPLASIAS MALIGNAS E PERMITE O DIAGNÓSTICO CORRETO DO LE GARANTINDO UM TRATAMENTO EFICAZ  E MELHOR MANUTENÇÃO DA ARQUITETURA GENITAL . DEVEMOS SEMPRE AFASTAR AS PATOLOGIAS PARECIDAS COM O LE QUE INCLUEM O VITILIGO  , PÊNFIGO ( FOGO SELVAGEM )  ,  DERMATITE MICÓTICA , PSORÍASE E NEOPLASIAS.

E  COMO  TRATAR ?

O LE GENITAL É CONSIDERADO DOENÇA DE CURSO CRÔNICO CUJO TRATAMENTO É DIFÍCIL E DE RESPOSTA LENTA . A ACEITAÇÃO DO PACIENTE E A CONTINUIDADE DO TRATAMENTO É UM PILAR FUNDAMENTAL PARA O ÊXITO TERAPÊUTICO. DEVEMOS  TRATAR PARA ALIVIAR OS SINTOMAS  E DESCONFORTO , PREVENÇÃO DE MUDANÇAS ANATÔMICAS  E DE MALIGNIZAÇÃO. OS CUIDADOS LOCAIS SÃO DE FUNDAMENTAL IMPORTÂNCIA DEVENDO-SE EVITAR HIGIENIZAÇÃO EXAUSTIVA , USO DE VESTIMENTAS APERTADAS E ROUPAS ÍNTIMAS  QUE NÃO SEJAM DE ALGODÃO. ATUALMENTE O TRATAMENTO PRIORITÁRIO INCLUI O USO DE CORTICOSTEROÍDES  DE ALTA POTÊNCIA ( O CLOBETASOL )  USADO POR LONGO PERÍODO  ( ATÉ 2 ANOS ) . NOS CASOS ONDE HAJA ATROFIA INTENSA O USO DE TESTOSTERONA A 2%  TÓPICO PROMOVE AUMENTO DA ESPESSURA DO EPITÉLIO E ALÍVIO DOS SINTOMAS .  A INTERRUPÇÃO ABRUPTA DO TRATAMENTO  É ACOMPANHADA QUASE QUE DE IMEDIATO DO RETORNO DOS SINTOMAS,  POR ISSO A SUPRESSÃO DO TRATAMENTO DEVE SER LENTA  , PROGRESSIVA E EM FORMA DE DESMAME  E COM FREQUÊNCIA CONSEGUE-SE ESTABELECER DOSE MÍNIMA QUE DEVE SER MANTIDA POR TEMPO PROLONGADO. CIRURGIA É CONTRA-INDICADA COMO TRATAMENTO PRIMÁRIO, SENDO MAIS RESERVADA  PARA  CASOS DE ESTENOSE DE INTRÓITO VULVAR ,  SINÉQUIAS LABIAIS E DE CLÍTORIS .

VEJAMOS ABAIXO ALGUMAS ILUSTRAÇÕES EM MULHERES E HOMENS